Publicado: 11/03/2020Tempo de leitura: 4 min.

Transição profissional para melhor

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Esta Personal Banker nos contou como começou a empreender com a Franq.

Com mais de 18 anos de carreira, Marilis Antunes também é uma das Personal Bankers que usa nossa tecnologia para trabalhar com independência.

Dando continuidade às publicações da Semana da Mulher, conversamos com ela para conhecer um pouco mais sobre sua história de vida. Veja a seguir.

Dos bancos à vida empreendedora


Com 44 anos de idade, Marilis sempre teve uma paixão forte para negócios. Trabalhou na área de vendas e comercial e fez o curso em Contábeis e Economia. Uma de suas primeiras experiências foi em um órgão municipal, onde percebeu alguns desafios enfrentados pelas mulheres no mercado de trabalho. "Lá tive uma prova grande da desvalorização da mulher. Na minha repartição, existiam oito homens e uma mulher, que era eu. E todos os oito tinham gratificação. Eu era a única que não conseguia. Fiquei por pouco tempo, pedi exoneração do cargo público por não haver a possibilidade de ser reconhecida naquele âmbito. Tinha 19 anos, fazia operações de licitações, tinha uma boa responsabilidade e pouco reconhecimento”, recorda.

A primeira oportunidade de Marilis no segmento bancário foi como estagiária, antes de alcançar cargos mais altos, como o de gerente geral, durante os anos em que trabalhou em bancos.

"Fui tomando paixão por isso, mas não necessariamente foi vocação. Lembro que minha avó passava sempre em frente ao banco e falava que eu iria trabalhar lá. De lá pra cá, eu ganhei gosto pelas negociações. Se for falar do sistema, não é isso que me faz feliz, mas resolver as situações de clientes e gerar negócios é muito satisfatório.” - Marilis Antunes

Em um desses momentos de sua trajetória como bancária, a profissional foi surpreendida com um desafio e conseguiu realizá-lo com sucesso. “A minha agência subiu de porte em um ano, entreguei com uma rentabilidade três vezes maior. A minha equipe era a melhor da regional, a mais rentável. Quando eu recebi, foi um desafio. Eles achavam que ela iria fechar. Recebi como um consolo, que se tornou uma oportunidade, pois depois disso assumi uma agência maior”, lembra Marilis. Três anos após esse acontecimento, ela foi novamente promovida, desta vez para atuar na maior agência da cidade. 

Marilis avalia que a cada momento aumentam as possibilidades no sistema financeiro. “Estou muito contente com a propagação do mercado para essa mudança expressiva em relação a bancos comerciais. Eu saí do banco há dois anos, exatamente porque estava infringindo meus valores e princípios. Hoje, chegar em um cliente pra mostrar que estou ajudando, é fantástico. A Franq está de parabéns, estou orgulhosa! A cada dia é um processo novo, estou muito entusiasmada com as novidades que a gente tem pra receber”, finaliza a Personal Banker.

Gostou da trajetória da Marilis? Aproveitamos pra convidar você a conferir os depoimentos da Vera Regina Wecki e da Patrícia Goulart que também são Personal Bankers e estão inovando a própria carreira.

Se você tem experiência em bancos ou em outra área do mercado financeiro e também quer se tornar um Personal Banker, cadastre-se e saiba como usar a tecnologia da Franq para empreender com autonomia. Ou se você é consumidor e deseja receber uma curadoria financeira gratuita, encontre seu Personal Banker em nossa ferramenta de busca.

Crédito da imagem: fotógrafa Evinha Britto - Arquivo pessoal Marilis Antunes