[Live] De Ex-bancário a Personal Banker - 9/11 às 19h @FranqOpenbanking
Publicado: 18/06/2020Tempo de leitura: 7 min. - Última atualização: 26/07/2021

Soluções financeiras: como ajudar seus clientes em tempos de crise

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Em momentos de crise, contar com a expertise de um profissional é sempre a melhor saída. Saiba como auxiliar seus clientes por meio de soluções financeiras acuradas

O mercado financeiro, por si só, já desperta muitas dúvidas entre aqueles que investem ou que estão iniciando neste segmento. A crise sanitária causada pelo novo coronavírus, por sua vez, agravou ainda mais esse quadro: afinal, em meio a tantas incertezas, como analisar qual a melhor opção dentre as soluções financeiras disponíveis? É para ajudar em questões como essa que os Personal Bankers se colocam como mais que meros curadores, mas como verdadeiros aliados de quem quer aproveitar as melhores oportunidades do mercado.

De fato, há muitas dicas do que fazer com o dinheiro neste momento. Algumas, até válidas. Mas é necessário lembrar que as orientações são genéricas e não levam em conta quais as possibilidades e objetivos de quem busca por informação. Nos bancos, os gerentes de relacionamento podem auxiliar, entretanto, é preciso entender que estes trabalham para a instituição, não para o cliente. Desta forma, a ajuda pode ser direcionada para o produto que melhor atende às necessidades do negócio, não necessariamente do consumidor.

Os Personal Bankers, por sua vez, são agentes autônomos, que fazem uma curadoria financeira apurada e em sintonia com os objetivos do cliente. Estes ex-funcionários de banco têm expertise no mercado e, atualmente, prestam serviços diretamente ao consumidor, sem o intermédio de instituições financeiras. 

Neste artigo, você entenderá melhor os motivos desse serviço estar tão em voga, especialmente, em momentos de crise. Continue a leitura!

Personal Banker: como ajudar seus clientes em tempos de crise?


Antes de mais nada, é bom pontuar que todos aqueles que já atuaram em bancos e, atualmente, não têm mais vínculos empregatícios podem trabalhar como Personal Bankers. Obviamente, um processo de seleção rigoroso é feito para que o profissional se alie a uma fintech. Isso visa garantir a qualidade do serviço prestado e a competência técnica, além de conhecer melhor o perfil do candidato e oferecer opções mais personalizadas.

Ao fazer parte de uma dessas empresas, o Personal Banker tem acesso a uma série de soluções financeiras disponibilizadas por diversos parceiros. São produtos exclusivos, sem vínculo algum com instituições bancárias, o que garante a transparência da curadoria e a franqueza no relacionamento com o cliente.

Esse último ponto, aliás, é um dos grandes diferenciais desses profissionais. Por não atender às preferências de nenhuma instituição, Personal Banker e cliente dão início a uma relação baseada na franqueza e na honestidade. Afinal, saber que há alguém defendendo os seus interesses financeiros é uma das grandes carências do público atualmente.

Tecnologia: agilidade em prol de um relacionamento mais humano


É impossível falarmos na atuação dos Personal Bankers sem citarmos o papel fundamental da tecnologia nesta atividade. Enquanto os bancos investem nela para proporcionar um atendimento ágil, porém, impessoal, por meio de chatbots (programas de respostas automáticas), os profissionais autônomos vão na contramão e fazem dela o suporte para um relacionamento próximo com o cliente.

Durante a crise de 2020, a tecnologia se mostrou ainda mais imprescindível para o mercado financeiro. Com as medidas de distanciamento social impostas, as novas formas de comunicação via internet foram a saída encontrada por muitos para dar sequência aos negócios. Videochamadas, aplicativos de mensagem e outros recursos têm sido a peça-chave para que muitos profissionais continuem atendendo normalmente seus clientes.

Para os Personal Bankers, têm sido, inclusive, uma grande oportunidade de manter a relação ainda mais próxima. Por conta da liberdade da atuação autônoma, pela qual profissional e cliente determinam, em conjunto, as melhores práticas para atendimento, a tecnologia tem ajudado a continuarem com foco nas soluções.

Transparência: os interesses do consumidor acima de tudo


Como citado anteriormente, a relação é entre Personal Banker e cliente, sem intermédio de instituições financeiras. Esse fato, por si só, já deixa explícito que o foco é um: os interesses do consumidor.

Aqui está a real ajuda que um Personal Banker pode oferecer em um momento de crise: uma postura franca, centrada nos objetivos e necessidades do cliente e uma curadoria de produtos financeiros que são, de fato, adequados para o consumidor. 

Dentro de uma instituição financeira, o bancário é apenas mais um colaborador da empresa. Ao se desvincular do banco, o profissional leva com ele a expertise adquirida no mercado financeiro, mas com o diferencial de ser um curador exclusivo e focado naquilo que o cliente realmente quer. 

Fintechs: suporte e variedade em soluções financeiras


Essas novas empresas têm ganhado cada vez mais espaço no mercado. Além disso, tem sido uma excelente oportunidade para que ex-funcionários de bancos apliquem o know how adquirido em uma nova carreira. 

Nelas, o profissional encontra o respaldo necessário para iniciar a sua jornada empreendedora. Na Franq Openbank, por exemplo, após passar pelo processo seletivo, o Personal Banker conta com uma série de vantagens:

  • apoio de marketing, com disponibilização de todos os materiais de propaganda a respeito dos produtos oferecidos;
  • suporte contábil e jurídico sobre cada um dos produtos disponibilizados pelos parceiros;
  • equipe à disposição para tirar dúvidas sobre soluções financeiras.
     

Fazer parte de uma fintech, certamente, é um bom começo para quem pensa em empreender no mercado financeiro e ter a liberdade que a atuação autônoma proporciona.

Seja um Personal Banker e tenha acesso às melhores soluções financeiras para seus clientes


Faça parte da revolução digital do mercado financeiro! Atue como um Personal Banker, tenha acesso a produtos e soluções financeiras exclusivas e aplique os conhecimentos adquiridos na experiência bancária diretamente com quem mais importa: o cliente. 

Se você quiser conhecer outras vantagens de atuar como autônomo, recomendamos a leitura do artigo Mercado financeiro: 10 vantagens de trabalhar como um agente autônomo. Nele, contamos em detalhes os motivos que têm feito muitos ex-funcionários de banco a darem um novo passo nas suas vidas profissionais.

Cadastre-se e seja um Personal Banker na Franq Open Banking.