[Live] De Ex-bancário a Personal Banker - 9/11 às 19h @FranqOpenbanking
Publicado: 28/07/2021Tempo de leitura: 3 min.

Open Insurance: O mercado de seguros vai mudar

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

O Open Insurance possibilita, assim como o Open Banking, a estruturação do chamado Open Finance, o Sistema Financeiro Aberto

Na semana passada, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) apresentou as diretrizes para implementação do Sistema de Seguros Aberto ou Open Insurance

O regramento propõe garantir ao consumidor mais transparência, agilidade e segurança no acesso dos dados, ampliar a oferta de produtos, fortalecer a operabilidade no mercado de seguros e incentivar o setor por meio da inovação.

“O seguro possui uma característica ímpar na proteção e no amparo financeiro a pessoas em momentos de fragilidade ou em um evento que possa colocá-las em dificuldade financeira. É fundamental que os produtos de seguro alcancem a grande massa da população de forma simples”, explica a superintendente da Susep, Solange Vieira. 

Integração de plataformas

Isso tudo só será possível por meio da integração de plataformas e infraestrutura de tecnologia. O Open Insurance possibilita, assim como o Open Banking, a estruturação do chamado Open Finance, o Sistema Financeiro Aberto. 

O consumidor pode acessar e compartilhar seus dados quando desejar, facilitando a negociação com diversas seguradoras, de forma simples e ágil. Além disso, esta facilidade de troca de informações servirá de base para a criação de novos produtos, serviços e fintechs, como a Franq Open Banking, atendendo às necessidades dos consumidores de seguros, previdência e capitalização de forma totalmente integrada. 

As mudanças trarão facilidades para o consumidor, entre elas:

  • Mais organização e planejamento da vida financeira do consumidor;
  • Acesso variado a um grande número de produtos e serviços;
  • Ofertas customizadas, adequadas ao perfil do cliente;
  • Acesso automatizado aos canais e redes de atendimento relacionadas aos produtos;
  • Pagamento de indenizações realizado de forma ágil, até mesmo automática;
  • Mais conhecimento dos consumidores a respeito da importância do Seguro; 
  • Ampliação da percepção sobre vantagens e oportunidades que o mercado pode oferecer.

Os produtos de seguros e previdência já estavam no escopo do Open Banking. Consequentemente, a regulamentação do Open Insurance no setor de seguros é fundamental para que todas as seguradoras possam participar do Open Finance, permitindo, assim, que os consumidores aproveitem todas as vantagens que estarão disponíveis com o sistema.

Fases do Open Insurance

O Open Insurance está previsto para ser implementado em fases, de forma gradual, observando a organização e previsibilidade do setor. 


Infográfico: Susep
  1. ª Fase — prevista para 15/12/2021: contemplará o compartilhamento de dados públicos das empresas referentes a produtos e canais de atendimentos;
  2. ª Fase — prevista para 01/09/2022: os clientes poderão compartilhar seus dados pessoais; 
  3. ª Fase — prevista para 01/12/2022: prevê a execução de serviços por meio do Sistema

Mais detalhes podem ser acessadas na página criada pela Susep só com informações do Open Insurance: https://openinsurance.susep.gov.br/

Fonte