Publicado: 11/05/2020Tempo de leitura: 3 min.

Lucros dos bancos em baixa

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Confira essa e outras notícias em nosso Boletim do Dia.

Veja as notícias divulgadas hoje em nosso Boletim do Dia, iniciativa do LAB Todo Dia da Franq Openbank, um ambiente digital para gerar conhecimento aos Personal Bankers.

Queda no lucro dos bancos


O lucro combinado de grandes bancos brasileiros caiu no primeiro trimestre deste ano, em razão da pandemia. A queda gira em torno dos 30% em comparação com o ano passado, de acordo com informações do jornal Valor Econômico. Entre as razões para a redução dos lucros estão o aumento de reservas para conter a escalada da inadimplência, o teto de juro do cheque especial e também a competição mais acirrada entre bancos e fintechs.

Saque-aniversário do FGTS como garantia de empréstimo


O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá ser usado como garantia para empréstimos. A Agência Brasil de notícias divulgou a informação de que a linha de crédito deve contemplar trabalhadores brasileiros que optaram por receber uma parcela anual do fundo, chamada de saque-aniversário.

No dia 5 de maio, o Conselho Curador do FGTS referendou a resolução, publicada no Diário Oficial no final de abril. A Caixa Econômica Federal terá 30 dias para adequar os procedimentos operacionais, enquanto os bancos poderão conceder essa linha de crédito em até 30 dias depois. O Ministério da Economia acredita que a medida vai movimentar o mercado de recebíveis de crédito em até R$ 100 bilhões dentro de um período de quatro anos.

Novos meios de pagamento


Com a pandemia, o consumidor brasileiro aumentou o uso de outros meios de pagamento, como as carteiras digitais. O site Valor Investe divulgou um estudo da consultoria Bain que indica que 48% dos brasileiros estão dispostos a usar mais cartões e celulares para realizar pagamentos.

Links de pagamento enviados por SMS, WhatsApp e outras redes, também têm sido usados por clientes para pagar dívidas, de acordo com a Cielo. Pagamentos por aproximação via celulares, cartões contactless (usados sem precisar inserir na maquininha) e wearables (como relógios conectados aos smartphones) também estão em alta, com crescimento quatro vezes maior em março deste ano, segundo informações da Mastercard publicadas na mesma notícia.

Fique ligado nas nossas redes sociais para saber mais informações sobre o mercado financeiro!