Publicado: 09/04/2021Tempo de leitura: 5 min.

Home Equity: entenda o crédito com juros baixos

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Produto foi alavancado pelas fintechs nos últimos anos

O mercado financeiro foi amplamente influenciado pela pandemia e pelas mudanças que ela trouxe para a vida das pessoas. Em meio ao “novo normal”, o mercado de crédito imobiliário teve um novo boom, com pessoas investindo em imóveis, reformando a sua casa ou até mesmo se mudando para um lugar mais confortável.

Em meio a isso, a rotina do teletrabalho exigiu do mercado imobiliário uma solução viável para essas transformações: eis que o home equity, também conhecido como empréstimo com garantia de imóvel, saltou aos olhos como uma excelente oportunidade.

Em um mercado que cresceu 57,5% em 2020, segundo dados da Associação Brasileira de Crédito Imobiliário e Poupança (ABECIP), o home equity ou empréstimo com garantia de imóvel se provou como uma opção estratégica para os tomadores de crédito por ser uma operação considerada segura por parte de Instituições Financeiras e fintechs.

Mas ainda existem dúvidas sobre este produto financeiro. Neste post, vamos responder algumas questões relacionadas ao home equity ou empréstimo com garantia de imóvel.

O que é Home Equity?

O home equity é uma modalidade de empréstimo onde o tomador do crédito coloca um imóvel como garantia da operação, seja ele uma casa, apartamento, terreno etc. 

O termo é amplamente difundido no exterior e passou a ser utilizado no Brasil recentemente, sendo também conhecido como crédito com garantia de imóvel.

Home Equity e Financiamento: qual a diferença?

É comum que haja certa confusão entre o home equity e o financiamento de imóvel. Porém, são produtos um pouco diferentes.

No caso do financiamento, o tomador de crédito está realizando a operação para adquirir um imóvel - o crédito possui uma finalidade pré-definida.

Já no caso do home equity, a operação como um todo não precisa necessariamente estar atrelada à aquisição de um imóvel - este apenas aparece como garantia do crédito. Ou seja, uma pessoa possui um imóvel, precisa de crédito para atingir certo objetivo e usa esse imóvel como garantia da operação para torná-la viável. Trata-se de um crédito com livre destinação.

Qual a vantagem do home equity?

Uma operação de crédito, seja ela qual for, sempre leva em consideração a relação volume x risco. Isto significa que quanto maior for o risco para a Instituição Financeira que cede o crédito, maiores serão as taxas de juros da operação.

Ao oferecer um imóvel como garantia, os riscos da operação caem drasticamente, pelo fato da instituição ter o imóvel como indicativo de retorno em caso de inadimplência do cliente.

Dessa forma, toda a negociação passa a ser mais segura, com taxas e prazos que beneficiam o tomador e fomentam a competitividade do mercado.

Para Felipe Giroleti, VP de Produtos e Parcerias da Franq, o home equity foi visto pelas fintechs como uma grande oportunidade, já que o produto nunca foi uma primeira escolha dos bancos tradicionais na indicação de produtos aos seus clientes.

“O home equity existe dentro dos bancos há muitos anos, mas nunca foi um produto de fácil acesso. Os bancos, em geral, optam por ofertas de produtos com mais facilidade de contratação e menor prazo, porque reduzem o risco na negociação. As fintechs viram nisso uma oportunidade e democratizaram o acesso ao produto. Hoje você simula um home equity pelo computador ou pelo celular em alguns minutos em nossos parceiros, para depois ser solicitada a documentação e análise - é muito mais fácil para o usuário.”


[OUÇA NO SPOTIFY: Home Equity no Brasil e no mundo: de último recurso a investimento]


Quero contratar um Home Equity - e agora?

A Franq é uma plataforma de open banking com diferentes parceiros que trabalham com  Home Equity (ou crédito com garantia de imóvel), como Creditas, UCI, Wimo, CrediHome e CashMe.

Clique aqui e conte com um de nossos Personal Bankers para encontrar a melhor oferta de  para você.