[Live] De Ex-bancário a Personal Banker - 9/11 às 19h @FranqOpenbanking
Publicado: 12/11/2020Tempo de leitura: 1 min. - Última atualização: 17/08/2021

CEO da Franq assina coluna no Estadão

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Paulo Silva abordou o Open Banking em espaço reservado de blogueiro

A convite do jornalista Fausto Macedo, do Estadão, o CEO da Franq, Paulo Silva, assumiu a coluna especial no dia 05/12 para falar sobre as transformações na profissão de bancário e os desafios consequentes de uma digitalização dos bancos. Ele também aproveitou para dar uma pílula sobre o que é o Open Banking, modelo de sistema financeiro aberto que deu vida à Franq.

Paulo inicia a coluna com números que ilustram uma redução gradual nas oportunidades para bancários em agências tradicionais, que estão sob ameaça com o ecossistema de inovação criado pelas fintechs e novos players do mercado financeiro. Em 2020, grandes bancos como Itaú, Santander e Bradesco encerraram as operações em cerca de mil agências espalhadas pelo Brasil.

Envoltos nesta revolução, muitos bancários se viram sem emprego e sem perspectivas de recolocação no mercado.

"Esse movimento é sem precedentes! Além dos que estão perdendo os empregos, também há aqueles que não se adaptam mais a uma rotina profissional com baixa flexibilidade de horário", explica Paulo.

Em direção ao futuro, o Open Banking, modelo onde o cliente será dono dos seus dados e decidirá com quem compartilha-los, na visão de Paulo, é a base para uma nova fase na profissão de bancário, com a possibilidade de atuar como autônomo, à sua maneira.

"Os bancários precisam se empoderar mais, entender seu valor, e que ele existe para além de um vínculo empregatício com uma instituição financeira. É possível empreender, agir com autonomia, sobretudo em um mercado onde o sistema de Open Banking começa a operar e o Banco Central inicia o processo de sua regulamentação."

É nesse modelo que a Franq Openbank opera. Quer virar a chave na sua carreira de bancário, sem metas abusivas e práticas que não concorda? Seja um Personal Banker - clique aqui.