Publicado: 09/03/2020Tempo de leitura: 3 min. - Última atualização: 10/03/2020

Empreender para buscar a felicidade

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Veja mais uma Personal Banker, protagonista de sua própria história com a Franq.

Patrícia Goulart é outra Personal Banker com quem conversamos para tornar essa Semana da Mulher marcante!

Ela nos contou sobre sua trajetória e como está levando sua carreira profissional para outro nível, pela via do empreendedorismo. Compartilhamos aqui alguns detalhes da conversa. Confira!

Enfrentando a resistência 


Com 13 anos de carreira no mercado financeiro e aos 41 anos de vida, Patrícia contou que seu espaço foi conquistado com muito trabalho. "Construí uma boa reputação como profissional ao longo destes anos. Não tenho uma empresa por trás de mim, sou eu. São posturas de profissionalismo, atenção e confiança com meu cliente, que fazem eu escolher todos os dias me manter neste mercado, porque amo o que faço. Sou muito mais feliz hoje do que quando eu era bancária, porque hoje eu realmente me sinto fazendo a diferença”, avalia Patrícia.


Patrícia, que trabalha desde os 16 anos, enfrentou algumas situações de resistência em sua atuação como bancária. Na época, ela avalia que se deu pelo fato de ser mulher. “Teve uma situação que me incomodou bastante: fui promovida quatro vezes, em um período de sete anos que trabalhei em um banco. Em uma certa troca de superior, foi julgado pelo gestor entrante que as mulheres profissionais que estavam ali, estavam porque eram bonitas ou por outra interferência direta de antigos gestores. Não porque eram competentes. Busquei abstrair para não prejudicar a motivação no meu trabalho, nem influenciar negativamente outras mulheres que faziam parte deste contexto”, recorda.

Quando decidiu optar pela veia empreendedora, Patrícia sentiu um frio na barriga, mas decidiu continuar:

“No início achava que talvez seria um problema, pois tudo dependeria somente de mim dali para frente, mas consegui manter meu padrão de vida, e melhor, com muito mais qualidade. Continuo sendo vista pela minha família, amigos e clientes como uma profissional do mercado financeiro.” - Patrícia Goulart

Ela avalia que no meio profissional, mulheres têm que se empenhar mais para conseguir seu lugar ao sol. “A mulher sempre tem que provar mais, estudar mais, se posicionar mais na área, para que seja respeitada e reconhecida. Mas acredito que o grande salto para a mudança está na influência da nova geração que está entrando, com uma nova atitude no mercado financeiro (modernização, respeito as pessoas/profissionais, com visão crítica das boas e más práticas do passado). Estão vindo mais preocupados em ser do que discriminar”, analisa Patrícia.

Se assim como a Patrícia e a Vera Regina Wecki você também quer empreender de forma autônoma e ter acesso a uma tecnologia inovadora para auxiliar sua carreira nesse processo, entre em contato conosco! Cadastre-se para também se tornar um Personal Banker.

Crédito da imagem: arquivo pessoal - Patrícia Goulart