[Live] De Ex-bancário a Personal Banker - 9/11 às 19h @FranqOpenbanking
Publicado: 12/08/2020Tempo de leitura: 4 min.

Curadoria da informação garante sucesso no atendimento ao cliente 

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Três Personal Bankers contaram suas estratégias para fortalecer o relacionamento com sua carteira de clientes.

Com uma grande quantidade de informações e opções disponíveis no mercado, um dos caminhos seguidos pelos empreendedores é de oferecer uma curadoria. Desta forma, pode apoiar e facilitar o acesso de produtos e serviços financeiros mais adequados ao perfil dos seus clientes.

Em uma live que transmitimos em maio, Conrado Engel, com mais de 40 anos de experiência no segmento bancário, destacou a importância dos profissionais financeiros no apoio às decisões dos consumidores com a expertise obtida durante longos anos no mercado.

Conversamos sobre as estratégias que fortalecem seu relacionamento com os clientes com Fabíola Goebel, Camila Waisbich e Fernanda Pechiaia, três Personal Bankers que explicam como fazem uma curadoria financeira.

Entender a necessidade do cliente


Durante os 20 anos em que atuou em uma cooperativa de crédito, Fabíola Goebel gerenciava carteiras e fazia atendimento ao cliente, representando as instituições ligadas às superintendências. Depois de tanto tempo, resolveu ter um período sabático e estudar.

Foi quando encontrou a tecnologia da Franq e hoje tem mais autonomia em sua carreira, oferecendo produtos sem defender uma só marca. Ela conversou conosco sobre o impacto do seu trabalho na vida dos clientes. “Todo mundo precisa ou vai ter necessidade de algum produto. A forma de não ser invasiva é estar a disposição do cliente, contribuir para essa tranquilidade financeira. Tento auxiliar vendo a real necessidade do cliente e ofertar o produto que atende a demanda. Essa é a riqueza do trabalho da Franq, ajudar de forma transparente! Ter as soluções para o que for necessário em cada momento da vida do cliente”, destaca Fabíola.

Este também é o caso da Camila Waisbich. Ela tem, ao todo, 19 anos de carreira na área de finanças. Foram 14 anos trabalhando em bancos, em cargos de gerência, e 5 anos no comércio e indústria, como assistente financeira. O surgimento de novos negócios, com base no Open Banking, fez a diferença na vida dela. 

“Muitas posições internas do banco foram transformadas, e o mercado trouxe uma enxurrada de opções diferenciadas aos profissionais. Foi onde conheci a Franq Openbank e iniciei minha jornada como empreendedora, com todas as ferramentas na ‘palma da minha mão’, para ajudar o cliente. Assim estou hoje, realizada e feliz, fazendo o que sempre gostei: atender as necessidades do meu cliente, buscando soluções e melhores resultados”.

Atender as expectativas sem representar uma só marca


Muitos Personal Bankers afirmam que entre as razões para terem saído do banco está a de poder atender o cliente, oferecendo o que de fato é melhor para ele. Sem cobranças ou metas para impulsionar a venda de um produto X ou Y. ⠀

Fernanda Pechiaia trabalhou em bancos durante 22 anos. Agora, aos 46, ela decidiu mudar o rumo da carreira. Formada em Propaganda e Marketing, com pós-graduação em Gestão Empresarial, a profissional atualmente está cursando MBA em Marketing Digital. Em paralelo, atua como Personal Banker. Ajudar as pessoas, de forma independente, é um ponto positivo na ótica de Fernanda. “Na Franq, eu trabalho de maneira independente, por meio de uma plataforma. A ética e o profissionalismo vão permanecer sempre, mas eu vou fazer o que eu sei, indo nos clientes da maneira que eu gosto. Ajudo muito as pessoas, é meu jeito de ser.”

É profissional financeiro e também quer ter uma experiência diferente na sua carreira, ajudando seus clientes? Acesse o link e saiba mais: www.franq.com.br/personalbanker