[Live] De Ex-bancário a Personal Banker - 9/11 às 19h @FranqOpenbanking
Publicado: 23/07/2021Tempo de leitura: 5 min. - Última atualização: 28/07/2021

Carreiras no mercado financeiro. Qual escolher?

Publicado por

Marketing Franq

Marketing Franq

Conteúdos Especiais

Descubra as diferenças entre ser bancário, correspondente bancário, agente de investimentos e Personal Banker

Falamos todos os dias de como a revolução tecnológica está transformando o mundo financeiro. E se o sistema de crédito, de pagamentos e de contas está em franca expansão, mudando para algo mais aberto, democrático e acessível, é natural que o fator humano também seja modificado neste processo. Ainda hoje é comum que o profissional bancário, atrás de uma mesa com computador, seja a representação do profissional que ajuda pessoas a lidarem com as suas finanças. 

Mas isso também mudou e nos últimos anos, testemunhamos novos caminhos se abrirem para aqueles que atuam no mercado. Além do funcionário do banco, o bancário, existem os agentes de investimento, os corretores de seguros, os correspondentes bancários, os parceiros de financeiras e os Personal Bankers.

Vamos entender as diferenças entre cada um deles?

Bancário

No banco, como todos sabemos, uma pessoa pode começar como jovem aprendiz, estagiário e depois funcionário, com plano de carreira e diversos benefícios, como plano de saúde e odontológico, vale-alimentação e mesmo participação de lucros. Porém, existem metas agressivas a cumprir e limitados produtos e serviços de uma só instituição. 

Ao longo da carreira, para seguir crescendo no banco é necessário ter a Certificação Profissional (CPA 10 e CPA 20) e Certificação Profissional (CEA) da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

  • Bancário, agarre essa oportunidade de mudar de vida, cadastre-se e seja um bancário autônomo na Franq!

Agente ou corretor de investimentos

Em uma agência de investimentos, após o registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), alguém pode ser contratado como estagiário ou funcionário e ainda existe a possibilidade da contratação como Pessoa Jurídica. Em quase 90% dos casos (exceto os funcionários da área administrativa), os colaboradores de uma corretora não possuem um salário fixo. 

O agente geralmente recebe uma espécie de ajuda financeira por um período inicial de aproximadamente 6 meses, mas no final, o profissional pessoa dependerá exclusivamente das comissões que conquistar com a carteira de clientes. Essas comissões podem aumentar, conforme o sucesso e o tempo de casa do corretor. São muitos os fatores que podem decidir o sucesso ou o fracasso de um corretor.

Correspondente bancário

Um correspondente bancário é um estabelecimento ou uma Pessoa Jurídica apta para atender clientes em nome de um banco, oferecendo serviços e produtos financeiros para uma carteira de clientes própria, comissionado pelos negócios fechados. O exemplo mais clássico de um correspondente bancário são as casas lotéricas.

De maneira geral, trata-se de uma empresa que não é um banco, atuando como intermediária na relação entre o cliente final e a instituição financeira vinculada. Ele é responsável pela operação na totalidade. Ou seja, precisa colocar energia e tempo em todas as etapas do processo de uma operação.

No entanto, obter as autorizações necessárias para atuar como correspondente bancário não é tão simples e a contratação da empresa para a prestação dos serviços deve ser comunicada ao Banco Central pela instituição contratante.

Personal Banker

O Personal Banker é um agente autônomo, que utiliza a plataforma da Franq Open Banking e o seu portfólio de produtos e serviços financeiros. Além de contar com opções de mais de 30 parceiros, o Personal Banker possui sua própria loja digital, apoio em relação à sua qualificação sobre os produtos que vai indicar e uma grande equipe de suporte para lhe apoiar. Tudo isso sem precisar lidar com a parte burocrática das operações.

Ele é responsável por encontrar a melhor oferta e realizar a indicação para o cliente. Ele faz um trabalho de curadoria de produtos e serviços financeiros. Nesse caso, o trabalho operacional fica a cargo do parceiro representado, o que permite ao Personal Banker direcionar seus esforços para captar, gerenciar e se relacionar com sua carteira de clientes.

Por ser autônomo, cada Personal Banker possui liberdade para definir seu horário e local de trabalho, os produtos com os quais prefere trabalhar e não possui vínculo exclusivo com a Franq, podendo conciliar a rotina com outras atividades.

No seu dia a dia, este bancário autônomo indica produtos e serviços financeiros de parceiros da Franq sendo comissionado por isso, de acordo com os parâmetros de cada parceria estabelecida pela empresa e outras instituições financeiras.

Quer saber mais sobre Personal Banker, conheça a Franq